Ministério Público quer indenização da Sanepar

E-mail Imprimir PDF

fila agua maringá sanepar

Informa o jornalista Angelo Rigon em seu blog que o  Ministério Público do Paraná, por meio da 6ª Promotoria de Justiça de Maringá ajuizou ação civil pública na 2ª Vara da Fazenda Pública do município contra a Companhia de Saneamento do Paraná.
A ação requer indenização por danos materiais e morais individuais e danos morais coletivos, pela suspensão no serviço de abastecimento de água no município no início de 2016.
Entre os dias 12 e 21 de janeiro deste ano, a empresa interrompeu a distribuição de água potável para 85% da população em Maringá, em função do rompimento de uma adutora e de pane nos equipamentos da estação de captação de água local, que foi atingida por uma inundação do Rio Pirapó. Nos termos da petição inicial, a Promotoria de Justiça destaca que a empresa não adotou os mecanismos necessários para evitar e prevenir os efeitos causados pela natureza, já que o histórico local de fortes chuvas permite prever riscos de cheias, alagamentos e inundações no período.
O MP-PR afirma também que a Sanepar tinha conhecimento da necessidade de...

diversificação das fontes de captação de água em Maringá, mas sujeitou-se aos riscos operacionais inerentes à opção de manter a concentração em um único manancial. Sendo assim, conclui que os danos causados à população poderiam ter sido evitados. Além de prejuízos financeiros, consideram-se os transtornos pessoais, sofrimentos físicos e psíquicos aos consumidores individuais e empresariais. (foto Agnaldo Vieira)
Segundo informações da própria Sanepar, na ocasião foram atingidas mais de 155 mil unidades (residenciais, comerciais, industriais, de utilidade pública e do poder público). Se a ação for considerada procedente pela Justiça, o pedido de indenização por danos materiais e morais individuais deve favorecer todos os consumidores contratantes da Sanepar (pessoas físicas e jurídicas) e outras pessoas que, não sendo contratantes diretas do serviço, também comprovem os danos sofridos pela falta de abastecimento na cidade.
Os valores de danos morais coletivos devem ser pagos para o Fundo de Direitos Difusos, com aplicação futura a ser definida em projetos específicos.

 

 

FACEBOOK

UNIFAMMA

unifamma

VIAPAR FAZ

Tudo Novo !

expresso maringá
Clique na foto e veja o video

Diversão

DO YOU REMEMBER?
RPM - Alvorada Voraz (1986)   Dim lights ...
O professor de biologia resolve fazer uma prova oral. Chama a aluna: – Existe uma parte do corpo do homem que pode se ...

Pan News Jovem Pan 101.3FM

JOVEM PAN

Mundo Rural

claudio coelho

WHATSAPP MANCHETE

whatsapp

ESTETICA ACADEMIA

estética

Estância Tamarana

estancia tamarana 2015
Pousada Rural
(43) 3398-1681

TWITTER MANCHETE

RSS MANCHETE

rss

PARCEIROS

LINKS :

rigon
anderson lopez
messias mendes

andre almenara folha

edson lima

tabajara

jp

flavio psicologo
antonio marcos

roque
radar maringa
gilmar oséias
BLOG DO CARLÃO MARINGÁ

LUCAS CABRAL
CARLOS OHARA
BLOG LEANDRO OLIVEIRA
BORRAZÓPOLIS NOTÍCIAS
BLOG DO MOCHI
MARINGÁ DA DEPRÊ

BLOG DO ZEQUINHA

FOLHA DE MARINGÁ
FOLHA APUCARANA
FOLHA REGIONAL DE CIANORTE
LAURO BARBOSA
MANDAGUARI ON LINE

BLOG PAIÇANDU AVANTE

PARANA NOTICIAS
PORTAL CGN
BLOG ROBY NEWS
PAICANDU NOTICIAS

BLOG DO MARCINHO PINHEIRO
RADAR DA NOTÍCIA

RUBENS SILVA/MANDAGUARI
PORTAL AGORA

Diversão

DO YOU REMEMBER?
RPM - Alvorada Voraz (1986)   Dim lights ...
O professor de biologia resolve fazer uma prova oral. Chama a aluna: – Existe uma parte do corpo do homem que pode se ...