Horas extras irregulares foram pagas na UEM

Imprimir

Em reportagem exclusiva da RICTV Record, com Fabio Guillen e Elvis Marcal, foi denunciada que funcionarios do Restaurante Universitario da Universidade Estadual de Maringa, recebiam por horas extras sem trabalhar.
A denuncia foi feita por um servidor da UEM, que levou ao conhecimento da Promotoria de Defesa do Patrimônio Público, o promotor Jose Aparecido da Cruz, disse que 40 servidores estao sendo investigados.
O sistema de registro das horas extras era feita de forma manual em um caderno ha pelo menos seis anos.
Cruz adiantou que no minimo devera ser devolvido os valores recebidos irregularmente, caso se confirme a denuncia, os servidores poderao ser exonerados.
A diretoria da UEM preferiu se pronunciar somente nesta quarta-feira sobre o caso.

Última atualização ( Ter, 23 de Abril de 2013 23:08 )