Alerta: Saúde confirma sétimo caso de morcego com positivo para raiva

A Secretaria de Saúde confirmou nesta sexta-feira (21), o sétimo caso positivo de morcego com raiva desde o início deste ano e o quinto caso na região da Zona 8.
Foram encontrados morcegos com raiva também na região entre os jardins Alvorada e Morangueira, e na região do Jardim Iguaçu. O alerta da Vigilância Sanitária, valendo para toda a cidade, é evitar o contato com morcegos em qualquer situação, especialmente quando o animal estiver no chão e desorientado. As pessoas não devem também, em hipótese nenhuma, tentar retirar morcegos de seus alojamentos e em caso de contato acidental procurar uma Unidade Básica de Saúde imediatamente.
O gerente do Centro de Controle de Zoonoses, Guilherme Pupulin, alerta que o morcego é animal silvestre protegido por lei, e a tentativa de remover ou eliminar a espécie precisa de autorização dos órgãos ambientais. “É importante ressaltar que a simples presença dos morcegos não representa um risco a saúde das pessoas, o que ocorre apenas se houver um contato com o animal”, reforça Pupulin.
Caso a pessoa encontre morcego com alteração de hábito (que não seja pendurado ou voando durante o dia), o animal deve ser isolado, sem contato direto, e a Secretaria de Saúde avisada através da Ouvidoria (156) para o recolhimento e encaminhamento dos mesmo para exames laboratoriais no LACEN.
O mesmo deve ocorrer em casos de contato de animais de estimação (cães e gatos) com o morcego. No caso de localização de morcegos dentro de quartos ou banheiros, ou em quintais onde são criados animais domésticos, o morador deve procurar uma UBS ou uma das UPAs 24 Horas (Zona Sul ou Zona Norte).
Existe o risco de contato involuntário da pessoa ou do animal com o morcego durante a noite, e se esse morcego está dentro de casa, o ideal é procurar a saúde pública imediatamente. O secretário de Saúde, Antônio Carlos Nardi, alerta que a raiva é uma enfermidade fatal e que em caso de contato acidental é preciso procurar uma Unidade Básica de Saúde ou a UPA 24 horas imediatamente.