Fechar escola pública: Governador Beto Richa se superou

Imprimir

Protesto

Dezenas de alunos do Colégio Estadual Dr. Gerardo Braga participam nesta manhã de protesto contra o governador Beto Richa (PSDB), que determinou o fechamento da escola.
A Câmara de Vereadores deve votar em regime de urgência na sessão de hoje requerimento de autoria do vereador Ulisses Maia (SD) que pede a interferência dos deputados estaduais para evitar o anunciado fechamento do Colégio. Ele lembra no documento que trata-se da escola mais antiga da cidade e que faz parte da história de Maringá.
O deputado federal Enio Verri (PT) em nota repudiou a decisão da Secretaria de Educação do Paraná em encerrar as atividades do Colégio Estadual, diz a nota: "Lamenta-se a postura arbitrária do Governo do Estado em não dialogar com os pais, estudantes e servidores públicos, surpreendendo a comunidade escolar e originando um clima de insegurança a professores e alunos pelo restante do período letivo."
Na contramão dos grandes estadistas que enxergaram na educação o único meio para se desenvolver um Estado justo e viável, o governador Beto Richa mais uma vez vai ao desencontro do setor educacional, quando não é agredindo aos professores em praça pública, é retirando o direito dos alunos em ter um ensino de qualidade, que só ele acredita que conseguirá ajustar o déficit do seu Governo, marcado por desastrosa gestão, com tal decisão baseada na mais profunda sandice desvairada de um Governador.
Aguardamos um posicionamento contrário a decisão do governo estadual, dos deputados que representam a cidade, com a palavra; Maria Victoria Borghetti Barros, Dr Batista e Evandro Júnior.

Última atualização ( Qui, 24 de Setembro de 2015 14:36 )