Policiais Civis vão a Juri Popular

Imprimir

Os policiais civis de Maringá, João Edson Pinheiro e Antonio Valmir Fernandes, irão à Juri Popular nesta segunda-feira pela morte de um rapaz no ano de 2000. O Juri será na Câmara de Vereadores e se iniciará a partir das 8h30, no qual julgará a responsabilidade pela morte de Fernando, que era conhecido como Cabeção no dia 18 de janeiro, o rapaz havia fugido de uma audiência no Forum de Maringá há dois dias e era procurado pela Policia.
Fernando constava em sua vasta ficha criminal com participação em assaltos na região, e pesava sobre ele um roubo seguido de estupro na cidade de Paranavaí. No dia de sua morte, chegou uma informação que o foragido estava em companhia de mais três colegas nas proximidades da Vila Bosque, se deslocaram para o local os policiais Valmir, Marcos Chueri, Carlos, Rocha, Romeiro e Pinheiro, os 4 jovens ao avistarem os policiais se embrenharam no Parque do Ingá, 3 deles foram abordados pelos policiais, Fernando continuou a fuga pelo córrego e posteriormente se escondeu na mata.
No depoimento, dos policiais Valmir e Pinheiro, relata-se que em dado momento Fernando começou a atirar contra eles, e no confronto o rapaz acabou sendo alvejado pelos disparos, os policiais ao se aproximarem já o encontraram caído no chão, ao lado do corpo um revólver Taurus calibre 32. Um irmão de Fernando encontra-se preso atualmente.