Secretária de Justiça do Paraná vem a Maringá participar do GGI-M

Imprimir

O sistema prisional de Maringá será a pauta da próxima reunião do Gabinete de Gestão Integrada de Maringá (GGI-M). Além de comandantes das polícias e autoridades da segurança pública, participará do encontro a Secretária de Estado de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Maria Tereza Gomes.
A reunião está agendada para esta terça-feira (17), às 9h, na sala de reuniões do gabinete do prefeito. O encontro será uma oportunidade para que a secretária de Estado responda questionamentos sobre a ampliação da capacidade da Penitenciária Estadual de Maringá (PEM), conforme informações extraoficiais, além de falar sobre as unidades prisionais de Maringá.
O presidente do Conselho Comunitário de Segurança de Maringá (Conseg), Antonio Tadeu Rodrigues, que participará do encontro, lembra que a entidade encaminhou ofício a Maria Tereza no mês passado questionando justamente a ampliação da PEM para mais 350 presos, mas que não obteve resposta. No ofício autoridades de segurança solicitaram que a obra não seja executada, citando vários motivos impeditivos, como a falta de trabalho para que os presos tenham direito à remissão da pena e que com a ampliação de vagas, esta dificuldade será ainda maior, “proporcionando o crescimento das tensões e o nefasto resultado das rebeliões”. Além do Conseg, assinaram o documento a promotora de Justiça Valéria Seyr, representantes da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM), Comissão de Direitos Humanos da subseção de Maringá da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Gabinete de Gestão Integrada de Maringá, Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem) e o juiz da Vara de Execuções Penais Alexandre Kozechen.