Desenvolvimento com sustentabilidade ambiental

Imprimir

Artigo de Wilson Quinteiro, Diretor Operacional do BRDE

sustentabilidade ambiental "Muito se tem falado na necessidade de desenvolvimento sustentável para o país, mas quase sempre sob o prisma da sustentabilidade econômica duradoura eminentemente financeira, numa visão expansionista da economia financeira nacional.
No entanto, não se pode esquecer que integra o conceito de sustentabilidade econômica a ideia de “desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das gerações futuras”, podendo-se nominar como desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro. Portanto, toda ideia sobre sustentabilidade no desenvolvimento econômico de um país deve necessariamente contemplar, além da visão de cunho eminentemente econômico-financeiro, os aspectos relacionados ao não esgotamento das fontes e recursos ambientais, sem os quais os diversos setores produtivos são incapazes de atuar, mesmo que não lhes falte preparo empreendedor.
Com esta visão e preocupação temos desenvolvido no Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), projetos que têm por objetivo viabilizar ao setor produtivo do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul, acesso ao crédito para realização...

de produção que tenha como base a utilização de práticas ambientalmente corretas em relação aos recursos naturais (água, energia, resíduos etc.).
Neste sentido, lançamos no mês de novembro de 2015 o programa BRDE PCS – Produção e Consumo Sustentáveis, se constituindo num novo programa voltado a empreendimentos com características socioambientais, disponibilizando no total mais de R$ 2 bilhões para empreendimentos que adotem conceitos e práticas de desenvolvimento sustentável – econômico, ambiental e social.
Este novo programa – que já está a beneficiar projetos nas áreas do agronegócio, indústria, comércio e serviços – se estrutura em cinco subprogramas integrados: Energias Limpas e Renováveis; Uso Racional e Eficiente da Água; Gestão de Resíduos; e Reciclagem, Agronegócio Sustentável e Cidades Sustentáveis. Por meio do BRDE PCS, a instituição oferece linhas de crédito para o financiamento da produção e do consumo sustentáveis, oferecendo condições especiais às empresas e empreendimentos financiados, tais como prazos maiores de financiamento e redução de tarifas de cadastro, análise e fiscalização. Assim, este programa se constitui uma valiosa ferramenta para estimular a proteção ao meio ambiente e às fontes naturais em tempos de reconhecimento global da necessidade urgente de incentivar as práticas ambientalmente corretas, tal como aconteceu na Conferência Planetária do Clima (COP 21), realizada ao final de 2015 em Paris, e que resultou na assinatura pelos 195 países participantes de um acordo global para frear as emissões de gases do efeito estufa e para lidar com os impactos da mudança climática.
A atuação do BRDE para viabilizar o financiamento da produção e do consumo sustentáveis, é uma forma de ação concreta e práticas na defesa do meio ambiente e dos interesses das futuras gerações. É um bom exemplo para ser seguido pelas demais instituições financeiras e de crédito de todo país."