JustiçaPolíticaRegião

Coligação pede impugnação de candidato a prefeito

Candidato possui 56 processos

A coligação Sarandi não pode parar (Republicanos, PTB, PSC, Cidadania, PSDB e PSD) apresentou à Justiça Eleitoral o pedido de impugnação do ex-prefeito Carlos Alberto de Paula Junior (PP), da aliança que reúne também PSL, Patriota, PSB, DC, MDB e Solidariedade. A alegada inelegibilidade decorreria de decisão irrecorrível por causa de contas rejeitadas.
O pedido foi protocolizado na quarta-feira, com base na chamada lista suja do Tribunal de Contas do Estado do Paraná e no que caracterizaria “ato doloso de improbidade administrativa e condenação a suspensão dos direitos políticos em decisão proferida por órgão judicial colegiado”. O documento informa ao juízo da 206ª Zona Eleitoral que ao longo dos mandatos de De Paula como vereador (2000-2008) , vice-prefeito (2009) e nas duas gestões como prefeito (2010-2016) ele incorreu em ilicitudes e improbidades administrativas, “possuindo um extenso rol de 56 processos na Justiça Estadual do Paraná, sendo que destes 22 correm em segredo de justiça e 11 são de improbidade administrativa. Possui, ainda, dois processos na Justiça Federal do Paraná (improbidade administrativa e ação penal em razão de desvios e danos aos cofres do município de Sarandi no valor de 15 milhões) e quatro contas rejeitadas por irregularidades insanáveis que configuram atos dolosos de improbidade administrativa”. (inf Angelo Rigon)

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, desative seu bloqueador de anúncios para continuar. Obrigado.