Denúncia

Bafão: candidata a vereadora recebeu auxílio emergencial e declarou não ter bens, embora seja empresária

Cristianne Costa Lauer, candidata a vereadora em Maringá, recebeu quatro parcelas do auxílio emergencial do governo federal, no total de R$ 2,4 mil, mas não embolsou a quinta parcela. A Caixa Econômica Federal bloqueou o pagamento para fazer uma avaliação, que acontece quando há suspeita de infração à lei 13.982/2020 ou se descobre que as pessoas não precisavam receber os valores. As informações são do site O Diário de Maringá.

A lei estabelece os parâmetros adicionais de caracterização da situação de vulnerabilidade social para fins de elegibilidade ao benefício de prestação continuada, e estabelece medidas excepcionais de proteção social a serem adotadas durante o período de enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus (covid-19). O bloqueio da parcela foi feito em 25 de agosto.

DECLARAÇÃO – O site também informou que os candidatos a um cargo público precisam declarar os bens a Justiça Eleitoral. A candidata do PSC tem em seu nome uma empresa no valor de R$ 72,4 mil, a Lauer Produções Eireli, que no entanto não aparece na declaração de bens entregue à Justiça Eleitoral.

A candidata do PSC – partido do Pastor Everaldo, preso em operação contra a corrupção no Rio de Janeiro – na semana passada teve que retirar propaganda irregular por determinação do juiz Alberto Marques dos Santos, da 192ª Zona Eleitoral. Conhecida por gravar “desabafos”, ela não desabafou contra o juiz. Além dela, o candidato a prefeito que apoia, Homero Figueiredo Lima e Marchese, também foi obrigado a regularizar a propaganda colocada irregularmente em residências.
“Cris Lauer diz a todos os cantos que não tem o rabo preso, o motivo deve ser por ela enrolar o rabo, sentar em cima e tentar cuidar dos rabo dos outros, como diz um velho ditado popular”, observa a reportagem.
Procurada, a candidata, que está sendo processada por mentir nas redes sociais, não quis comentar.

Auxilio candidata cris lauer Bafão: candidata a vereadora recebeu auxílio emergencial e declarou não ter bens, embora seja empresária
A empresa da candidata, no valor de R$ 72,4 mil, que não não declarou à Justiça Eleitoral

 

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, desative seu bloqueador de anúncios para continuar. Obrigado.