Abrigo Municipal: Prefeitura atende parte das reivindicações

0
211
As dirigentes do SISMMAR Célia e Iraídes em nova visita ao Abrigo Municipal,

Please enter banners and links.

A luta dos servidores municipais do Abrigo Municipal de Maringá, que não se calaram diante das condições precárias de trabalho e de atendimento das crianças e adolescentes, terminou com uma importante vitória. Depois de muita pressão, a administração municipal, enfim, tomou providências.
O prefeito Carlos Roberto Pupin (PP) remanejou servidores da Sasc de outras repartições para o atendimento emergencial no Abrigo. Serão ao menos três educadores(as) relocados em regime de revezamento.
O bom senso por parte da administração só ocorreu depois de o SISMMAR, em apoio aos servidores do Abrigo, denunciar a situação ao Ministério Público. O apoio da imprensa, que expôs o problema para todos os maringaenses, também foi importante, pois aumentou a pressão sobre a administração por providências.
Ainda que tardiamente, o sindicato entende que houve bom senso da administração, que entendeu os riscos que as crianças estavam correndo no Abrigo”, comenta Iraídes Baptistoni, presidente do sindicato dos servidores.
Conforme denúncia do SISMMAR, a Sasc estava ciente do problema desde antes de maio, quando o Lar Betânia fechou as portas, mas não tomou nenhuma providência até então. “O Lar Betânia avisou a Prefeitura, com bastante antecedência, de que deixaria de funcionar”, lembra Iraídes. Após o fechamento, as crianças foram acolhidas pelo Abrigo Municipal, que já atendia adolescentes com até 18 anos incompletos, sem que houvesse qualquer reforço no quadro de servidores e sem melhorias na infraestrutura. (inf Luiz Fernando)


Warning: A non-numeric value encountered in /home/maringamanchete/www/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 352