Please enter banners and links.

Turista foi solto neste domingo (14) após detenção por atentar contra a moral pública diante das pirâmides de Gizé. Homem não portava passaporte quando foi descoberto por funcionários do sítio arqueológico. A Grande Pirâmide de Gizé, também conhecida como Pirâmide de Quéops ou Khufu
Nina Aldin Thune/CC0 Creative Commons
As autoridades do Egito libertaram neste domingo (14) um turista americano que havia sido detido após ter tirado uma fotografia com as nádegas de fora diante das pirâmides de Gizé.
O turista se aventurou no sábado (13) ao mostrar as nádegas no espaço que abriga as pirâmides de Quéops, Quéfren e Menkaure, nos arredores do Cairo, para capturar uma foto um tanto atípica, confirmou à EFE uma fonte das autoridades de segurança que pediu anonimato.
O homem não portava passaporte quando foi descoberto por funcionários da zona arqueológica e estava, aparentemente, sob os efeitos de alguma substância que afetava seu comportamento.
O turista, de nacionalidade americana, foi investigado por “atentar contra a moral pública”, afirmou a fonte, mas ficou em liberdade menos de 24 horas depois.
A Promotoria decidiu libertar o turista e uma acompanhante que viajava com ele depois do pagamento de 5 mil libras egípcias (cerca de US$ 300) cada um, como anunciou em comunicado.
Os detidos estavam acompanhados na saída de delegacia por um representante da Embaixada dos Estados Unidos e poderão agora deixar o país.

Warning: A non-numeric value encountered in /home/maringamanchete/www/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 352