Cotidiano

Andar descalço no avião? Conseguir mais espaço na fileira? As dicas de um comissário de bordo

Brasileiro viralizou com postagem no Twitter ao compartilhar curiosidades sobre a rotina de quem trabalha em voos comerciais. Comissário de bordo Gabriel Santos começou a atuar em Doha, no Catar
Gabriel Santos/ Arquivo pessoal
Diferentemente do que muitos imaginam, comissários de bordo não escolhem os destinos onde querem trabalhar e não fazem viagens de graça. Na maioria das vezes, eles dependem de um lugar vazio na aeronave para conseguir embarcar.
Essas e outras curiosidades foram respondidas por Gabriel Santos, de 26 anos, comissário de bordo há cerca de três anos. Ele trabalha atualmente em uma empresa de aviação dos Emirados Árabes Unidos, no Oriente Médio. Santos compartilhou algumas histórias sobre a profissão que também servem de dicas para quem viaja de avião.
O comissário publicou uma thread no Twitter (uma sequência de posts sobre um determinado assunto ou história) com conselhos que podem ser conhecidos por passageiros mais experientes. Mas os mais de 20 mil retuítes da postagem mostram o interesse pelos macetes.
Uma das recomendações do comissário de bordo é sempre limpar a poltrona com lenços e não andar descalço no avião, apesar de sempre haver higienização ao final de cada viagem. “As aeronaves são aspiradas depois de cada voo, mas a gente presencia cada absurdo nos aviões que assustaria qualquer pessoa”, afirma Gabriel Santos ao G1, que cita histórias de passageiros que passaram mal durante a viagem.
Initial plugin text
“Acho que uma das dicas mais importantes é não viajar se estiver gripado/nariz entupido. Ou faça de tudo para desentupir antes de voar. Isso pode causar barotrauma, que é quando seus ouvidos ficam bloqueados a ponto de machucar”, diz o comissário de bordo.
“Mas o mais relevante é que todos os passageiros precisam sempre respeitar aqueles que estão somente fazendo o seu trabalho.” (Veja mais dicas ao final do texto)
Vai viajar? Veja dica de roteiros na página do Descubra o Brasil
Santos também recomenda escolher as primeiras fileiras para viajar porque, além de conseguirem desembarcar primeiro, os primeiros passageiros têm acesso a todas as opções de refeições sem correr o risco de se esgotarem as alternativas do cardápio.
Outra sugestão de Santos é dirigida para quem viaja em dupla: compre janela e corredor porque existe uma tendência de rejeitarem o assento do meio ao comprar uma passagem e assim ganhar mais espaço – claro que voos com maior taxa de ocupação devem inviabilizar a estratégia.
Procedimento de primeiros socorros
Ele também mostra na postagem no Twitter curiosidades sobre o processo para se tornar um comissário de bordo. O treinamento de primeiros socorros, por exemplo, no qual é preciso aprender um procedimento de ressuscitação cardiopulmonar, inclui um exercício ao ritmo da música “Stayin’ alive” da banda Bee Gees. “São 30 compressões no peito e dois assopros [na boca da vítima]”
De acordo com o manual da American Heart Association, a Associação Americana do Coração, as compressões no peito devem ser feitas, durante o procedimento de ressuscitação cardiopulmonar, em um ritmo de 100 vezes por minuto. O ritmo do refrão de “Stayin’ alive” é de 103 batidas por minuto.
“Eu escolhi ser comissário porque queria trabalhar fora do Brasil e fiquei sabendo por alguns amigos sobre a oportunidade. Como eu gostava de atuar com atendimento ao cliente, achei que seria uma experiência legal”, disse ele.
O brasileiro atua somente em voos internacionais, e nunca chegou a exercer a profissão no Brasil, por conta disso, algumas dicas não se aplicam as companhias aéreas que realizam voos domésticos.
Sobre a aplicação das dicas em voos domésticos, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que “as orientações não estão erradas, no entanto, a aplicação irá depender das regras de cada companhia aérea”. Referente a limpeza das aeronaves a Anac informou que, “não existe no nosso normativo orientações em relação a higienização dos aviões. A responsabilidade é das companhias aéreas”.
Algumas das dicas e curiosidades:
“Nunca ande descalço no avião. Aquele chão é aspirado depois de cada voo mas eu já vi e ouvi histórias que você não pisaria nem de meia”
“Leve uma garrafa d’água vazia. No raio-x não pode líquido, então leve uma vazia e peça depois para o comissário para encher. Isso ajuda a todos, já que o comissário não precisa ficar servindo dezenas de copos de água para um passageiro”
“Escolher as primeiras fileiras vale a pena se você quer desembarcar primeiro, mas também te da preferência na hora da refeição. Você sempre terá todas as opções do menu”
“Se for viajar com um bebê, mas ele já for maiorzinho, ao invés de escolher o assento da frente pra berço (ele não vai caber) peça no check-in um assento livre para colocá-lo durante o voo”
“Além de nariz entupido, não viaje com: obturação/canal recém feito: o ar dentro do dente vai expandir e te causar muita dor”
“Quando você ouvir ‘tripulação check de portas’, significa que todos os passageiros embarcaram. Nessa hora você pode mudar de assento pra qualquer um que você achar livre (exceto os que são necessários pagar uma taxa extra)”
“A turbulência afeta mais a parte de trás do avião do que na frente. Se o sacolejo te incomoda ou te dá medo, escolha poltronas nas primeiras fileiras”
“Se você tem algum familiar ou amigo que tem diabetes e precisa viajar pra longe, informe-o que a tripulação pode guardar a insulina no refrigerador. Já vi pessoas que deixaram de levar ou que ficam refém de bolsas térmicas por não saber”
“Ao contrário que muitos pensam, comissários não têm rotas fixas. Existe a possibilidade de ficar repetindo um destino todo mês”
“A comida do piloto é diferente da do copiloto e também dos passageiros. Caso aconteça uma intoxicação alimentar com o piloto, por exemplo, o copiloto pode assumir o comando”
“Comissário não viaja de graça. Pagamos 10% da passagem mais as taxas de aeroporto. E dependemos de lugar vazio no voo para embarcar”
“Se um passageiro decide a bordo que não quer mais voar e sai do voo, temos que verificar todos os lugares pelos quais ele passou e identificar se deixou alguma bagagem no avião, pois ele pode ter deixado uma bomba”
Gramado: turista pode esquiar na neve, desbravar mundo em miniatura e curtir noite em bar
Rota das Emoções: Maranhão, Piauí e Ceará unem belezas em uma viagem só
Mostrar mais

redação

contato (44) 99803-1491 agnaldorvieira@gmail.com

Notícias Relacionadas

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, desative seu bloqueador de anúncios para continuar. Obrigado.