APETIT anuncia crescimento em 2017

0
112

Please enter banners and links.

Mesmo com a segunda queda seguida no Produto Interno Bruto (PIB), que recuou 3,6% em 2016, a Apetit Serviços de Alimentação – uma das maiores empresas de refeições coletivas do Brasil, presente em 11 estados brasileiros – anuncia, após revisão do planejamento estratégico, um crescimento aproximado de 10% no primeiro quadrimestre de 2017, em se tratando de novos contratos e faturamento.
Dentro do redirecionamento do planejamento organizacional, a Apetit investiu ao longo do último ano na unidade de beneficiamento de vegetais, que possui 1.500 m² de área de produção, e a de carnes, ambas em Londrina (PR).
A unidade de vegetais já abastece 30% dos restaurantes da Apetit e vários restaurantes do Paraná e São Paulo, movimentando 60 toneladas de alimentos por mês. São produtos prontos para o consumo em cozinhas industriais, que chegam aos restaurantes higienizados, cortados e embalados, garantindo agilidade, qualidade e eficiência no dia a dia dos restaurantes. Além disso, há uma economia de 36 litros de água por quilo de produto, 30% de redução de resíduo orgânico, menos tempo gasto no pré-preparo, diminuição de acidentes de trabalho e economia no consumo de energia elétrica.
A vantagem da utilização deste tipo de produto pelo segmento de food service está na praticidade do preparo, sem alterar as propriedades do produto em estado in natura, além de otimização de mão de obra e diminuição dos custos em geral, proporcionando o aproveitamento total dos alimentos e economia de tempo, energia e água”, explica a presidente da Apetit, Márcia Mocelin Manfrin.

Unidade de beneficiamento de carnes (UBC)
O processo de beneficiamento de carnes consiste no corte padronizado de peças bovinas, suínas e aves, o que possibilita melhor finalização e apresentação dos pratos nos restaurantes e, consequentemente, mais qualidade nos serviços oferecidos. Após cinco meses de operação, a UBC já atende cerca de 30% do consumo mensal de carnes pela Apetit.
Além de otimizar tempo e de mão de obra, a unidade de carnes reduz desperdício, permite 100% dos produtos controlados pelo Serviço de Inspeção Federal – SIF, traz segurança alimentar e geração de novos postos de trabalho”, conta Márcia.

Planejamento Estratégico e crescimento
Também no escopo do planejamento estratégico no último ano, foi implantado um Centro de Distribuição próprio, trazendo mais desempenho no armazenamento de alimentos perecíveis e não perecíveis de mais de 300 itens. O CD já atende 80% dos restaurantes da Apetit por meio de 15 rotas para os estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catariana, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás.
Para 2017, a expectativa é manter o crescimento de forma sólida e sustentável em pelo menos 15% em relação a 2016, que faturou R$ 135 milhões.
Apesar do crescimento tímido em relação aos anos anteriores, a Apetit tem muito a comemorar, já que o setor recuou na ordem de 2%. Para este ano, a previsão é de um recuo de 10% no segmento de food service, segundo a Associação Brasileira das Empresas de Refeições Coletivas (ABERC).
Apostamos na verticalização da cadeia para expandir os negócios da Apetit e otimizar o dia a dia nos restaurantes”, conta Márcia. Segundo a presidente, a verticalização, através das unidades de beneficiamento e do Centro de Distribuição, e o modelo de Governança Corporativa são essenciais para descentralizar a tomada de decisões e manter a expansão da empresa. “Em momentos de crise precisamos nos reinventar, mas também mantendo a estabilidade”, finaliza.


Warning: A non-numeric value encountered in /home/maringamanchete/www/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 352