Chegou a hora?

Guilherme Amado, da revista Época, informa que o maringaense Sérgio Moro está perto de deixar o governo Bolsonaro.
Segundo pessoas de sua confiança, se uma canetada tirar o mandaguaçuense Maurício Valeixo da direção-geral da Polícia Federal e não colocar em seu lugar alguém da confiança de Moro, o ministro deixará o governo.
Em nota, o ministro desmentiu, mas o jornalista manteve a informação.
Já a Crusoé registra que o general Santos Cruz tem dito que o presidente está disposto a tudo, inclusive entregar a cabeça de Sergio Moro, para salvar o filho mais velho, o senador Flávio Bolsonaro.