Política

Com 6 vereadores faltosos, decreto acaba no Judiciário

Sarandi

A Câmara de Sarandi novamente não conseguiu quorum para se reunir. Seis vereadores não participaram da única reunião semanal que se faz naquele Legislativo. O presidente Eunildo Zanchim (Nildão) lamentou não poder descontar dos vencimentos mensais a ausência dos faltosos.
Na pauta da sessão estava o projeto de decreto legislativo 007/2020, da Comissão de Orçamento e Finanças, que desaprova as contas relativas à tomada de contas extraordinária do município relativas a 2011, quando o prefeito era Carlos Alberto de Paula Junior. A COF emitiu parecer pela manutenção da decisão do TCE de reprovar as contas. Nildão revelou que o documento estava sumido da Câmara de Sarandi desde 2017.

Faltam à sessão ordinária os vereadores André Luis Celestino Jardim (Mineirinho”), Carlos Roberto Falaschi (Leão), Erasmo Cardoso Pereira, José Aparecido da Silva (Nito), Aparecido Antonio (Cido Policia”) e Eliana Trautwein Santiago. Trautwein justificou-se por causa da morte de um familiar e Cido Polícia apresentou atestado médico, pelo qual terá que ficar afastado das atividades por 10 dias, por causa de depressão.
Os seis vereadores faltosos, no entanto, assinaram ofício pedindo que o decreto seja discutido depois da eleição. Nildão anunciou o encaminhamento do caso para o poder Judiciário, que terá que tomar uma decisão, já que o Legislativo não consegue fazer reuniões normais. Até agora, por exemplo, não houve quorum para votar o orçamento do ano que vem.
Anotem: não se descarta a possibilidade de adoção de uma medida drástica. Abaixo, a sessão de ontem, onde somente 4 dos 6 vereadores apareceram. (inf Angelo Rigon)

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, desative seu bloqueador de anúncios para continuar. Obrigado.