CPI do Parque Industrial termina em cachorro quente

0
258

Please enter banners and links.

A Mesa Executiva da Câmara Municipal de Maringá recebeu, nesta manhã (27), o relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Parque Industrial. Após quase 100 dias de trabalho, o vereador Chico Caiana (relator) usou a tribuna da Casa, durante a sessão ordinária, para ler o resumo do documento. Nele os vereadores elencaram as seguintes irregularidades: falta de alimentadores de energia de alta tensão, falta de estação de tratamento de esgoto e pavimentação da etapa 1 com 10,5 metros de largura ao invés de 12 metros.
Baseado nesta conclusão, o relatório salientou que o foco da CPI foi, exclusivamente, investigar a licitação e a execução das obras do Parque Industrial e sua atuação não prejudicou o cronograma de trabalho deste empreendimento.
Por fim, apontou os ex-secretários de Obras do município como responsáveis pela falta de alimentadores de energia e da estação de tratamento de esgoto. Quanto à irregularidade na largura das vias observada na etapa 1, os vereadores concluíram que essa falha não trouxe dano ao erário público e não inviabiliza a liberação do Parque Industrial. Porém, sobre as rampas de acesso fora do padrão o relatório cita como responsáveis os ex-secretários municipais de Obras e também os fiscais que não mencionaram a diferença em relação às novas regras da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).
A íntegra do relatório estará disponível aos interessados no site da Câmara Municipal de Maringá (www.cmm.pr.gov.br).
O Legislativo ainda terá 25 dias para encaminhar a cópia do documento e seus anexos às autoridades designadas no artigo 87, do Regimento Interno da Casa (Executivo, Ministério Público e Tribunal de Contas).


Warning: A non-numeric value encountered in /home/maringamanchete/www/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 352