Empresário maringaense quita dívida judicial e evita leilão de fazenda

O conhecido milionário excêntrico maringaense, Juarez Artur Arantes, quitou nesta terça-feira (26) uma dívida trabalhista no valor de R$ 680.831,35, o não pagamento levaria a leilão  hoje uma fazenda com 3.302ha, no loteamento Lagoão, confrontando com Rio do Fogo, localizada em Sandolândia no estado de Tocantins, que pertence a Juarez Arantes.
A propriedade estava avaliada em 18 milhões e poderia ser arrematada por pouco mais de 5 milhões. O empresário responde ainda a vinte processos.
Com a quitação da dívida, foi notificado o leiloeiro oficial da cidade de Gurupi (TO) do cancelamento do leilão.

Juarez vive em constante guerra na justiça contra herdeiros e afins em diversos processos judiciais.
O milionário maringaense que não concede entrevistas nem permite ser fotografado, conhecido por circular em um veículo Ford Del Rey preto, está sempre acompanhado de uma garrafa pet pequena, contendo café, vive sozinho e recluso em uma suíte de 28m², no hotel Deville de Maringá. O empresário vive em constante disputa familiar para o controle de seus bens, que além de fazendas, tem gado e uma grande quantidade de imóveis em Maringá. Juarez tem 5 filhos, 4 deles estão há anos tentando afastar o pai da gerência da Uiramutã Administração e Participação S/C Ltda, empresa que controla “dezenas de fazendas” no Tocantins, e para atingir o objetivo, segundo denúncias registradas na Polícia Civil em São Miguel do Araguaia (GO) e Maringá, os irmãos utilizaram de diversas formas de violência, como sequestro com cárcere privado e ameaças de morte, especificamente contra Ana Luiza Aparecida Arantes, a única filha que se contrapõe aos irmãos. Juarez tem apenas 1% da Uiramutã, mas permanece como gerente-geral da administradora, que foi criada em 1999, quando ele dividiu 99% das ações igualmente entre os cinco filhos, cada um ficou com 19,80% da empresa.