Festa em chácara termina com um assassinado e outro baleado em Maringá

O crime de homicídio foi registrado às 22h30 de sexta-feira (13) na Rua Toshimi Ishikawa, no Condomínio Santa Marina. Dois rapazes que participavam de uma festa em uma das chácaras do condomínio foram baleados.
Douglas Nunes de Melo, de 25 anos, que estava comemorando seu aniversário, foi atingido por diversos tiros e morreu na hora. Douglas estava fora da chácara ao lado de um automóvel GM Corsa quando foi ferido. O veículo também foi atingido.


Felipe César Macário Scarsi, de 21 anos, foi ferido por um tiro no braço e perdeu muito sangue entrando em parada cardíaca. Segundo informações do médico do Samu, Scarsi havia consumido muita cocaína. Com o ferimento causado por arma de fogo, houve uma overdose no rapaz causando a parada.
Socorristas do Siate e Samu ficaram aproximadamente 50 minutos realizando massagem cardíaca no rapaz.
A vítima foi encaminhada em estado gravíssimo ao pronto socorro do Hospital Universitário.

Ficha criminal
A última prisão de Felipe Scarsi foi em 11 de junho no Jardim Alvorada.
Ele foi preso junto com outras quatro pessoas em uma casa na Rua Pastor Anísio Francisco da Silva. No dia das prisões, policiais civis da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos recuperaram uma VW Saveiro que tinha sido tomada de assalto, rádios comunicadores e um revólver.
Felipe Scarsi também já tentou roubar uma policial militar de Maringá. Em março de 2017, a soldado Daniela Arouca havia acabado de sair da igreja na Avenida Guaiapó quando dois homens anunciaram o assalto.
Durante a ação, um dos marginais fugiu, mas Scarsi foi contido pela soldado após ela efetuar um disparo de arma de fogo.

Em relação do assassinato de Douglas Nunes, o delegado Diego Almeida, da Delegacia de Homicídios, esteve na cena do crime levantando informações e conversando com a namorada de Felipe Scarsi. Ela relatou que Douglas teria alugado uma chácara por volta do meio-dia para fazer um churrasco para comemorar seu aniversário.
Antes do crime ocorrer, uma mulher que participava da festa que mora no Conjunto Santa Felicidade, teria arrumado uma confusão com as namoradas de Douglas e Felipe que também estavam na chácara. Essa mulher que usava uma tornozeleira eletrônica seria namorada de um presidiário.
Depois de uma briga, essa suspeita foi embora. Passado cerca de 30 minutos, um automóvel de cor branca passa na frente da chácara, e um homem saca de uma pistola e dispara várias vezes atingindo Douglas Nunes e Felipe Scarsi.
Uma equipe de investigadores já está tentando chegar até a mulher que participava da festa. (inf/foto André Almenara)