Imprudência de motorista mata enfermeira

O acidente foi registrado por volta de uma hora desta sexta-feira (13) na Avenida Itororó, cruzamento com a Rua Carlos Meneguetti, no Jardim Cerro Azul, em Maringá. A enfermeira Pollyana Chimirri Desanoski, de 30 anos, pilotava sua moto Biz quando o motorista de um Toyota Yaris cometeu uma imprudência.


De acordo com testemunhas, Edson Raymundo, de 66 anos, trafegava pela Avenida Itororó quando foi realizar uma conversão à esquerda. A motociclista que também seguia no mesmo sentido foi passar pelo carro pelo lado correto e foi fechada pelo Toyota.
Pollyana sofreu uma queda violenta da moto ficando desacordada. Já o motorista fugiu do local sem prestar socorro. Um motorista de aplicativo conseguiu seguir o carro, anotou a placa e ainda viu o automóvel tentando entrar em um prédio. O motorista foi contido por populares.
A Polícia Militar foi comunicada do fato e foi em busca do condutor. Edson Raymundo foi localizado e submetido ao teste do etilômetro. O resultado apontou 0,16 miligrama de álcool no sangue do motorista. O homem foi detido e conduzido para a delegacia onde foi atuado por homicídio culposo. Edson ficou preso sem direito a fiança.
Pollyana Chimirri Desanoski foi socorrida em estado gravíssimo e encaminhada ao pronto socorro do Hospital Santa Casa. Infelizmente minutos depois a enfermeira não resistiu e faleceu devido aos graves ferimentos.
Pollyana Desanoski tinha acabado de sair da pediatria do Hospital Bom Samaritano onde trabalhava. Era mãe de uma menina de 1 ano.  Pollyana é a terceira enfermeira que morre de acidente em Maringá. No mês de agosto, duas outras profissionais da saúde se envolveram em acidente.
Desde o início do ano, 30 pessoas morreram na cidade. Deste total, 17 eram motociclistas. (inf André Almenara/foto Plantão Maringá)