Please enter banners and links.

_mg_9273_mg_9285

Um protesto de indígenas contra o ministro da Saúde, que através de portaria 1.907 revogou competências que eram delegadas à Secretaria Especial de Saúde Indígena, reuniu mais de 400 pessoas defronte o escritório político de Ricardo Barros, na avenida Prudente de Morais, na Zona 7 em Maringá, noroeste do Paraná.
O clima era de indignação com o ministro, para quem a saúde indígena “é muita despesa e pouco resultado”. Havia temor de invasão do escritório. A quadra onde fica o prédio político da família Barros funciona os escritórios políticos também da filha de Ricardo, a deputada estadual Maria Victoria (PP), e da mulher, a vice-governadora Cida Borghetti,  teve  uma pista interditada por um caminhão de som, onde alguns índios protestaram.
Antes de irem embora, os indígenas forçaram o portão de acesso a área de estacionamento do escritório e continuaram o protesto (video). Não houve depredação no prédio e nem nos automóveis estacionados no local como alegaram alguns correligionários do Partido Progressista.(inf Angelo Rigon)


Warning: A non-numeric value encountered in /home/maringamanchete/www/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 352