Justamente agora

2
295

Please enter banners and links.

Sábado (10) pela manhã, no cruzamento da rua Saulo Porto Virmond com a Mem de Sá, nos fundos do Cemitério Municipal de Maringá, um exemplo da máquina pública trabalhando para a candidatura oficial.
O terreno agora será cortado para uma rua, e ali deve surgir uma antiga reivindicação dos moradores, uma praça.
As obras começaram nesse sábado, em pleno período eleitoral, coincidentemente. Em período não eleitoral era comum o espaço ficar por meses sem roçada, com mato alto.
A administração age como se o eleitor não soubesse que tudo que se tem feito na cidade nas últimas semanas tem um interesse específico: manter a turma na teta pública por mais uma temporada, a um custo (inclusive moral) altíssimo. (via Angelo Rigon)


Warning: A non-numeric value encountered in /home/maringamanchete/www/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 352