Ministério Público investiga radares de Maringá

0
516

Please enter banners and links.

O jornal Metro confirma em sua manchete de hoje (02) o que o Blog do Rigon antecipou em outubro do ano passado, que os 28 pardais espalhados por Maringá acabariam no Ministério Público.
A empresa Tecdet Tecnologia em Detecções Comércio, Importação e Exportação Ltda., de Bragança Paulista (SP), alega prejuízo milionário com a não renovação do contrato para a manutenção dos radares.
Mais que uma pendenga entre a empresa e a administração do ex-prefeito Pupin há um complicador: a suspeita de que a prefeitura tenha infringido a Lei de Responsabilidade Fiscal ao promover uma renúncia fiscal e não cobrar as multas emitidas pelos equipamentos. Desde o final de maio do ano passado os pardais de Maringá não controlam a velocidade dos carros nas avenidas da cidade.


Warning: A non-numeric value encountered in /home/maringamanchete/www/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 352