Please enter banners and links.

O senador Major Olímpio (foto) e a deputada federal Joice Hasselmann, ambos eleitos por São Paulo, estão na relação de oito parlamentares que podem ser expulsos se Luciano Bivar, presidente do PSL, aceitar a refiliação do presidente Bolsonaro.

Segundo reportagem da revista Veja que circula neste final de semana, esta é uma das condições para que ele volte ao partido, que tem dinheiro do fundo eleitoral e do fundo partidário, razão para o projeto de criação do Aliança pelo Brasil ter sido suspenso.
O presidente deixou o PSL em outubro do ano passado, depois de ter criticado Bivar publicamente. “O cara está queimado para caramba lá. Esquece o partido”, disse um mês antes de deixar a sigla.
A volta de Bolsonaro ao PSL estaria sendo articulada pelo londrinense Filipe Barros diretamente com o advogado Antonio Rueda, vice-presidente do partido. “Desde junho, os dois prepostos negociam um armistício, que passa pelo cumprimento de um rol de exigências de lado a lado”. Em princípio, Bivar não aceita os pedidos de expulsão, pois também há impedimento eleitoral. (foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)


Warning: A non-numeric value encountered in /home/maringamanchete/www/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 352