Pelo menos nos livramos do golpe

0
192
(foto via Blog do Rigon)

Please enter banners and links.

Luigino Fioco Carlos Roberto Pupin Claudio Ferdinandi

Há alguns dias fez três anos que a foto foi registrada, como parte da notícia de que Maringá ganharia uma fábrica de helicópteros e aviões. Tudo enganação, como se viu.
Luigino Fiocco, o empresário italiano que recebe os cumprimentos do governador Beto Richa (PSDB), ao lado do prefeito Carlos Roberto Pupin (PP) e do então secretário de Indústria e Comércio, Ricardo Barros (PP), confirmou que construirá a fábrica na China.
Fiocco, que havia assinado protocolo de intenções com a Prefeitura de Maringá, que por sua vez havia anunciado a indústria como a primeira de um pólo aeronáutico, garante que vai investir 1 bilhão de Yuans para produzir o SK-1 híbrido, helicóptero de dois lugares, e o monomotor F-22 Pinguino. A Avio International Group Holding assinou acordo de cooperação estratégica com a chinesa Fergus; ambos investirão em projetos de aviação em Luancheng, distrito de Shijiazhuang, província de Hebei.
De acordo com o Hebei Notícias, a indústria será implantada, a partir deste mês, em área de 300 acres, e prevê a construção de centros de formação, plataformas de exibição e de serviços para uso na agricultura. Se aqui Fiocco participou da EAB Air Show, em 2014, feita em Maringá com recursos públicos, e onde ele mostrou seu helicóptero que não voava, na China ele participará da Exposição China Shijiazhuang Internacional de Aviação Geral, em Shijiazhuang.


Warning: A non-numeric value encountered in /home/maringamanchete/www/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 352