Presidente do Maringá Futebol Clube renuncia ao cargo

João Regine e o técnico Pachequinho

O Maringá Futebol Clube vai iniciar desfalcado o Campeonato Paranaense da Segunda Divisão com largada prevista para abril. Os dois nomes fortes do time, o presidente João Regine e o seu filho João Regine, que é diretor de Futebol do Tricolor, estão de saída da equipe maringaense.
A carta renúncia do presidente, mais conhecido por João Curitiba na mídia esportiva, teria sido assinada na última sexta-feira.
Por enquanto, o Maringá Futebol Clube não se pronunciou de maneira oficial sobre a saída de ambos.
A informação é do radialista Antônio Marcos, da Rádio Nova Ingá, que anunciou ter recebido na manhã de hoje (3) ligação do próprio presidente, que avisou sobre o desligamento de ambos do time.

O Maringá Futebol Clube emitiu nota oficial

O Maringá Futebol Clube vem por meio desta nota oficial, comunicar as renúncias do presidente João Regini e do diretor Paulo Regini de seus respectivos cargos na associação, a partir da data de hoje, 03 de fevereiro de 2020. Os motivos apresentados na carta assinada na última sexta-feira (31) são questões pessoais.
Desde já, a diretoria tricolor agradece todo o tempo dedicado e o trabalho realizado ao Maringá Futebol Clube. São anos de empenho e carinho ao clube, compondo a mesa diretora do Conselho Deliberativo do MFC.
Sem dúvida, o crescimento e as conquistas do clube se devem também ao trabalho realizado pelos profissionais em questão. A saída deles, apesar de lamentável, não altera o planejamento e os objetivos do Maringá Futebol Clube a curto, médio e longo prazo.
Nos próximos dias, ainda sem data definida, o Conselho Deliberativo irá publicar a realização de uma assembleia para novas eleições, não apenas para o cargo de presidente, mas para todos os demais.

Sem mais para o momento.

Atenciosamente

Diretoria do Maringá Futebol Clube


Warning: A non-numeric value encountered in /home/maringamanchete/www/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 352