Presidente Jair Bolsonaro nega acusações