Procon notifica companhias aéreas por causa de preços cobrados por passagens para a final da Libertadores

Desde que a Conmebol, organizadora do torneio, decidiu mudar a cidade sede do jogo de Santiago, no Chile, para Lima, no Peru, há relatos de torcedores encontrando passagens por até R$ 17 mil. Registro interno do Aeroporto Internacional de Cumbica
Sidnei Barros/Prefeitura de Guarulhos
O Procon disse que vai notificar companhias aéreas por conta de preços aparentemente abusivos cobrados por passagens aéreas rumo a Lima, em datas próximas a partida entre Flamengo e River Plate no dia 23 de novembro pela final da Copa Libertadores.
Em nota, o Procon disse que vai notificar as companhias Latam, Gol e Azul; e as operadoras de turismo CVC e Decolar.
Desde que a Conmebol, organizadora do torneio, decidiu mudar a cidade sede do jogo de Santiago, no Chile, para Lima, no Peru, há relatos de torcedores encontrando passagens por até R$ 17 mil.
Ao G1, o Procon disse que pode abrir processos administrativos contra as empresas citadas e, se comprovada a abusividade, aplicação de multa.
Mudança de local
A sede da final da Copa Libertadores mudou nesta terça-feira (05) de Santiago para Lima por causa da insegurança no Chile. O novo palco escolhido para a final é o estádio Monumental.
Os protestos no Chile acontecem desde outubro. Tudo começou com um aumento de 30 pesos na tarifa do metrô, equivalente a 20 centavos de real.
Desde então, o governo chileno já decretou “Estado de Emergência” e o Exército foi às ruas pela 1ª vez desde a ditadura.
O presidente Sebastian Piñera suspendeu o aumento na tarifa do metrô, mas os protestos prosseguiram. O metrô de Santiago já foi fechado e o aeroporto da capital chilena teve voos suspensos.
No auge dos protestos, no dia 25 de outubro, cerca de 1 milhão foram às ruas. O presidente solicitou que ministros coloquem cargos à disposição.
A Latam disse por nota que “prestará os esclarecimentos necessários ao órgão”. A Gol, por sua vez, falou que não opera voos para Lima, apesar de ter sido citada pelo Procon.
O G1 procurou as outras empresas citadas pelo Procon, mas não obteve retorno até o momento.
Procura cresce 2762%
A final da Libertadores fez a busca de brasileiros por passagens rumo a Lima crescer 2.762%.
A plataforma de viagens Kayak comparou o volume de buscas em 5 de novembro, quando foi confirmada a mudança da final para Lima, com a média diária de outubro, para viagens de 22 a 24 de novembro de 2019.
Quando o voo comparado decola do Rio de Janeiro rumo a Lima, o aumento foi de 2.328%.
Quando o voo tem origem na Argentina, o aumento é 1.445%.
Initial plugin text