Rota das Emoções: lagoas paradisíacas, dunas e banho de rio em uma só viagem pelo Nordeste

Roteiro une os Lençóis Maranhenses, no Maranhão, o Delta do Parnaíba, no Piauí, e Jericoacoara, no Ceará. Rota das Emoções: Maranhão, Piauí e Ceará unem belezas em uma viagem só
A Rota das Emoções faz jus ao nome: une os Lençóis Maranhenses, no Maranhão, o Delta do Parnaíba, no Piauí, e Jericoacoara, no Ceará, numa única viagem.
Nos Lençóis Maranhenses, tomados por dunas e lagoas paradisíacas, há dois focos: a cidade de Barreirinhas, a porta de entrada do parque nacional, e a cidade vizinha de Santo Amaro.
Veja mais roteiros de viagem na página do Descubra o Brasil
Na primeira opção, existem acessos mais fáceis, como o que segue até a Lagoa Azul, e outros mais aventureiros, como uma tradicional duna de 40 metros que faz o turista precisar até de corda para subir.
Já Santo Amaro do Maranhão é uma espécie de “lado b” dos Lençóis: pequena, com clima de interior, mas praticamente dentro do parque. Possui acessos às lagoas mais fáceis do que os de Barreirinhas porque dá para estacionar bem perto das dunas para curtir as lagoas Andorinha, Gaivota e as do circuito Betânia.
Delta do Parnaíba e Jericoacoara
O Delta do Parnaíba, na divisa entre Piauí e Maranhão, vem atraindo turistas que gostam de unir natureza e diversão. São 73 ilhas, mangues, dunas, e 1.450 km ate desembocar sua foz, no Oceano Atlântico.
Os passeios são feitos de barco. No caminho, igarapés, árvores de 10 metros de altura, dunas, boas chances de mergulho e o espetáculo da revoada dos pássaros vermelhos, os guarás.
Na outra ponta da rota está Jericoacoara, no extremo oeste do Ceará. Destino em alta, a vila de Jeri possui vocação turística tão grande que os passeios são divididos por lado: oeste ou leste.
Nas lagoas do Paraíso e da Tatajuba, a água é morna e não faltam redes para o turista descansar. No lado oeste, tirolesa e toboágua rústico, terminando direto nas lagoas.
Óleo na rota
Manchas de óleo no litoral atingiram o Nordeste a partir do final de agosto de 2019. A substância é a mesma em todos os locais: petróleo cru. Em Jericoacoara, a praia da Malhada foi atingida em outubro e depois limpa. Já as lagoas – foco do turismo na região – não foram afetadas.
No Delta, os resíduos apareceram em praias da região em outubro e depois em novembro, e também foram retirados. Mas o rio Parnaíba, que é por onde acontecem as navegações turísticas, não foi afetado e os passeios seguiram acontecendo.
O governo federal diz que possíveis restrições de banho ficam a cargo dos governos estaduais e municipais. O último boletim do governo cearense, em dezembro de 2019, classifica como “aceitável” o mergulho em Jericoacoara. E o governo do Piauí disse, em boletim de novembro de 2019, que as praias do Delta estavam liberadas para banho.
A recomendação para os turistas é checar a situação com as secretarias estaduais de Meio Ambiente antes de entrar no mar. Uma resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente diz que o banho em praias deve ser evitado em caso de “presença de resíduos ou despejos, sólidos ou líquidos”.
Especialistas ouvidos pelo G1 lembram que compostos do petróleo podem ser perigosos para a saúde a longo prazo. Os danos, no entanto, dependem do tempo de exposição e do contato direto com o petróleo cru.
Arte
Wagner Magalhaes/G1
Assista ao “Descubra o Brasil” em Barreirinhas
Lençóis Maranhenses: por Barreirinhas, deserto brasileiro guarda lagoas em meio ao areal
Assista ao “Descubra o Brasil” em Santo Amaro
Lençóis Maranhenses: em Santo Amaro, aventura e lagoas de águas transparentes
Assista ao “Descubra o Brasil” no Delta do Parnaíba
Delta do Parnaíba oferece espetáculo de guarás, dunas e igarapés para amantes da natureza
Assista ao “Descubra o Brasil” em Jericoacoara
Jericoacoara: da Lagoa do Paraíso ao Mangue Seco, vila oferece relaxamento e aventura
Turistas relaxam na Lagoa Bonita, a partir da entrada de Barreirinhas
Celso Tavares/G1
Turistas nadam em uma das lagoas do circuito Betânia, em Santo Amaro do Maranhão
Celso Tavares/G1
Entardecer do alto de uma das dunas do circuito Emendadas
Celso Tavares/G1
Turistas caminhando pelas dunas: próxima lagoa é objetivo a ser alcançado
Celso Tavares/G1
Turistas curtem entardecer em barco no Rio Parnaíba
Celso Tavares/G1
Pôr do sol no Rio Parnaíba: turistas precisam contratar passeio de barco na cidade que dá nome ao rio
Celso Tavares/G1
Turismo de contemplação na revoada dos guarás – os pássaros vermelhos
Celso Tavares/G1
Pôr do sol em Jericoacoara reúne tantos turistas na mesma duna que já virou evento diário na vila
Celso Tavares/G1
Em acesso gratuito à Lagoa do Paraíso, turistas relaxam em dia de sol
Celso Tavares/G1
Lagoa de Tatajuba: opção de descanso no lado oeste
Celso Tavares/G1
Initial plugin text