Será perseguição?

0
5

Please enter banners and links.

Na sessão ordinária desta quinta-feira (21), o plenário da Câmara Municipal de Maringá analisa o requerimento
do vereador Homero Figueiredo Marchese (PV) que solicita ao prefeito que informe a casa legislativa, para fins de esclarecimento público, de forma detalhada, se está sendo pago pelos servidores deste município a contraprestação no valor de R$ 50,00 (cinqüenta reais) de que trata a lei complementar n. 1.073/2017 (vale-alimentação).
Em caso negativo, justifique. Em caso positivo, Figueiredo pede que informe se está sendo feito alguma forma de compensação para o pagamento da contraprestação. O vereador era contrário a implantação do vale-alimentação aos servidores, mas depois não aguentou a pressão e votou favorável.


Warning: A non-numeric value encountered in /home/maringamanchete/www/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 352