Situação das praias do Nordeste afetadas pelas manchas de óleo

Turistas com viagem marcada para praias e outros destinos da costa nordestina podem verificar a situação de limpeza das manchas. Manchas de óleo afetam pesca e derrubam turismo no Nordeste
Pei Fon/Raw Image/Estadão Conteúdo
As manchas de petróleo cru que desde 30 de agosto já atingiram mais de 160 localidades em todos os estados do Nordeste afetaram a fauna, a flora, o setor de pesca local e a indústria de turismo. Veja abaixo a situação mais recente de cada localidade, segundo balanço do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama).
Situação das praias
As praias e localidades podem estar:
Com manchas: localidades “oleadas” e com manchas de óleo visíveis
Com vestígios de manchas: localidades “oleadas”, mas com apenas vestígios de óleo
Em limpeza: localidades atualmente passando pelo processo de coleta do óleo
Sem manchas: localidades nas quais não foi observada mancha de óleo na revisão mais recente
O balanço mais recente foi divulgado pelo Ibama às 19h32 desta terça-feira (15). Na coluna “revisão mais recente”, as localidades com células em branco indicam que não houve revisão após o primeiro avistamento das manchas.
Locais atingidos por óleo (por situação e data mais recente de revisão)
Initial plugin text