Turismo da dor: Pacientes aguardam por mais de 4 horas

0
285

Please enter banners and links.

onibusonibus

Cerca de 20 pessoas, entre pacientes e acompanhantes tiveram que aguardar por mais de 4 horas a chegada de um outro ônibus para buscar maringaenses que esperavam no meio da estrada, após o ônibus em que estavam sofrer um princípio de incêndio.
O grupo retornava na noite dessa quinta-feira de Curitiba, onde vários pacientes foram atendidos em consultas especializadas que Maringá não oferece, nas proximidades do limite entre os municípios de Marilândia do Sul e Apucarana o ônibus da prefeitura, com uma série de problemas, começou apresentar um defeito no motor, ainda na rodovia uma fumaça saía do motor do veículo. Rapidamente o motorista estacionou na beira da estrada e conseguiu controlar o princípio de incêndio.
Começava aí mais um martírio para os pacientes e ao servidor, a longa espera por outro veículo que pudesse socorrê-los. Relatos das pessoas que ali estavam no meio do caminho e sem nenhuma assistência, que foram mais de 4 horas pela chegada de outro ônibus, por volta da 0h30 de sexta-feira chegou outro veículo.
João BombeirinhoCrianças com fome não aguentavam mais a demora pelo atendimento, na foto o garoto João Bombeirinho, um dos pacientes que realiza tratamento em Curitiba.
Pacientes relatam também as péssimas condições dos veículos que fazem esse transporte até a capital do estado, “estão em estado precário os veículos, qualquer dia uma tragédia maior irá acontecer“, alertou a senhora Ana Paula Estevam.


Warning: A non-numeric value encountered in /home/maringamanchete/www/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 352