Veja 5 dicas de passeios gratuitos para fazer nas férias na Ilha de São Luís

G1 MA apresenta lugares para quem curte praia, praticar esportes, descansar e até tomar um banho no mangue. Espigão é um ótimo ponto para observar o mar, em São Luís
Rafael Cardoso/G1 Maranhão
Em meio ao período de férias, não faltam lugares gratuitos para visitar na grande Ilha de Upaon-Açu, ou ‘Ilha de São Luís’. A região reúne praças, reservas, praia e muitos manguezais que são livres para visitação.
O G1 Maranhão levantou cinco locais em várias regiões da ilha para quem gosta de sol, tranquilidade ou mesmo um banho no mangue.
Porto da Salina, em Paço do Lumiar
Pescadores entrando no mar no Porto da Salina, em Paço do Lumiar
Rafael Cardoso/G1 Maranhão
Dois quilômetros após o Porto do Mocajituba, em Paço do Lumiar, fica a entrada para o Porto da Salina. Antigamente, o lugar era predominantemente visitado por pescadores e caçadores de caranguejo, mas o crescente povoamento da região atraiu novos banhistas.
Entrada do Porto da Salina, próximo ao Porto do Mocajituba, em Paço do Lumiar
Rafael Cardoso/G1 Maranhão
O local é relativamente pequeno, mas possui uma vista ampla do braço do rio Paciência que caminha para o oceano. Também é possível vislumbrar os manguezais e várias espécies de pássaros, além de garças e até guarás.
Vista para o rio Paciência e o mangue no Porto da Salina, em Paço do Lumiar
Rafael Cardoso/G1 Maranhão
Quem chegar ao local na temporada de chuvas vai se deparar com uma área de mangue, muitos pescadores, e poderá ainda apreciar o momento da ‘andada’ do caranguejo. Banhar fica mais difícil, já que o ambiente fica mais úmido e com muita lama.
Caranguejo é um dos animais que podem ser vistos no Porto da Salina
Rafael Cardoso/G1 Maranhão
Por isso, para entrar no mar será preciso meter o pé na lama. Mas fora da temporada de chuva, parte da área de terra deixa de ser lama de mangue, deixando a região com a leve aparência de praia.
Fora do período chuvoso, uma parte do Porto da Salina fica com aparência de praia
Rafael Cardoso/G1 Maranhão
Parque do Itapiracó – São Luís
Parque do Itapiracó possui uma longa pista para corredores e ciclistas
Rafael Cardoso/G1 Maranhão
Localizado dentro da Reserva do Itapiracó na região do Turu, em São Luís, o parque conta com uma área de 322 hectares e é uma opção para praticantes de esportes, como corrida ou ciclismo. O local possui várias praças, campo de futebol, parquinhos infantis, circuito de skate e ainda um calçadão comprido que passa por dentro da reserva.
Serve para passeios, locais de encontro das pessoas. Tem bastante opções de atividades. Eu uso para correr e praticar atividade física. Trago meu filho e minha esposa e eles ficam vão lá no parquinho”
Mosses Rodrigues diz que curte praticar esportes no Parque Itapiracó, em São Luís
Rafael Cardoso/G1 Maranhão
Para quem vai de carro, há estacionamentos com capacidade de até 250 veículos. O ambiente é calmo, com muito vento e no meio da natureza. No vídeo abaixo, sinta um pouco como é o clima da reserva durante o final da tarde, com vários visitantes.
Final da tarde atrai muitos corredores ao Parque do Itapiracó, em São Luís
Praça do Viva – Raposa
Viva Raposa também é local onde embarcações atracam e possui uma grande vista para o mar
Reprodução/TV Mirante
A praça fica no centro da cidade de Raposa, na região metropolitana de São Luís, e serve como um ponto de encontro de tudo o que o município entrega de melhor. Ao redor, várias lojinhas chamam a atenção pela arte das rendeiras, que trazem consigo uma tradição centenária de confecção de redes, peças de roupa e muito mais.
A cultura das rendeiras na Raposa
Ainda na praça há um pequeno espigão que serve de contenção para o avanço do mar e é usado como um ponto para tirar fotos e aproveitar a brisa do litoral. Em outros pontos dá para curtir o sol e a areia da praia.
Rendeiras do MA usam método tradicional para fazer renda
Na Praça do Viva também fica o Centro de Apoio ao Turista, que auxilia o visitante sobre outros passeios na Raposa, mas que são pagos. O custo principal é pelo transporte de barco até praias da região. A mais famosa é da praia do Carimã, ou ‘fronhas maranhenses’, porque lembra os Lençóis Maranhenses de Barreirinhas e Santo Amaro.
Conheça as Fronhas Maranhenses no quadro ‘Tô de Férias’
Parque do Rangedor – São Luís
No Parque do Rangedor, é comum encontrar famílias reunidas aproveitando o ambiente calmo do lugar.
Rafael Cardoso/G1 Maranhão
Localizado na região do Cohafuma e próximo a Assembleia Legislativa do Maranhão, o parque fica dentro da Reserva do Rangedor, uma área de proteção ambiental com 3,5 km de pista para caminhada e ciclovia. Tudo passa por dentro da reserva e dá ao visitante a sensação de se exercitar em meio a natureza.
Corredor tem a sensação de correr no meio da natureza, no Parque do Rangedor
Rafael Cardoso/G1 Maranhão
Apesar de atrair muitos atletas, o que mais está chamando a atenção do público é a parte da entrada do parque, que reúne pessoas em um clima mais ‘família’. Isso porque é comum encontrar avós, pais e filhos reunidos para brincar, conversar ou mesmo desfrutar de um piquenique.
“Achei bacana. A estrutura e a segurança. É bom para idoso, criança e até cachorro”, disse a matriarca da família Napoleão, presente no parque.
Família Napoleão presente no Parque do Rangedor para fazer um piquenique
Rafael Cardoso/G1 Maranhão
Na área central do parque há duas quadras poliesportivas, uma quadra de areia e uma de tênis, além de academia, parquinho para as crianças e estacionamento para até 500 veículos. O Parque do Rangedor funciona todos os dias, das 5h às 22h.
Área com parquinho e quadras esportivas no Parque do Rangedor
Rafael Cardoso/G1 Maranhão
Espigão costeiro – São Luís
Vista do Espigão Costeiro, em São Luís
Rafael Cardoso/G1 Maranhão
Na região da Ponta d’Areia, em São Luís, um dos lugares mais procurados por turistas é o Espigão Costeiro. Construído para ser uma barreira para o avanço do mar, o local se tornou conhecido por ser um dos melhores lugares para apreciar o pôr do sol.
“Estou de férias e é a primeira vez que vim conhecer. Achei legal e muito bonito”, contou a estudante Lorena Almeida.
Família Almeida estava aproveitando as férias no Espigão Costeiro
Rafael Cardoso/G1 Maranhão
O local também possui uma vista privilegiada para o Centro Histórico de São Luís e reúne diversos food trucks. Ao lado, quando a maré está baixa, também dá para aproveitar toda a extensão da praia da Ponta d’Areia.
As famílias Silva e Gomes também aproveitaram a tarde livre para apreciar a brisa do mar, curtir a praia e tirar fotos no local.
“A praia é o que mais me atrai aqui nessa região do espigão”, disse a estudante Emanuellen Silva.
Família Silva e família Gomes reunidas no Espigão Costeiro, na Ponta d’Areia
Rafael Cardoso/G1 Maranhão