BastidoresMaringáPolíticazDestaque

Vereador deixa grupo de WhatsApp do PV, mas antes cita celular roubado

Hoje faz duas semanas que fui agredido e tive meu iPhone roubado durante a agressão e confusão provocada por irmãos, tio e padrasto do vereador Homero Marchese, durante uma sessão da Câmara de Maringá. A Polícia Civil investiga o ocorrido, meu celular ainda não apareceu mas o vereador citou o caso numa conversa de WhatsApp na última sexta-feira.
A conversa foi com Valdecir Santana, vice-presidente municipal do PV, no grupo do Partido Verde. “Aguarde, Santana. Vc foi responsável por isso. Espero que esse celular não revele mensagens de membros do partido combinando o jogo com o blogueiro. Que Deus possa proteger esse aparelho de cair em mãos erradas”, escreveu ele, de forma enigmática.
Santana respondeu em seguida: “Já caiu! A mão certa é a do dono que o comprou, da minha parte com certeza não vai aparecer nada. A mão errada é a dos bandidos, que roubam os celulares dos outros”. Seis minutos depois, o vereador que responde a uma Comissão Processante na Câmara de Maringá saiu do grupo do partido, autor da denúncia que resultou na CP. (inf Blog do Rigon)

Mostrar mais

redação

contato (44) 99803-1491 agnaldorvieira@gmail.com

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, desative seu bloqueador de anúncios para continuar. Obrigado.