Vereador perde mais uma

0
9

Please enter banners and links.

Por 11 votos a 3, a Câmara de Maringá rejeitou nesta terça-feira (27) projeto de lei de inspiração totalitária, fruto da mentira e da vingança.
O vereador Do Carmo, que é advogado, votou a favor apesar de a proposta ir contra a Constituição, a Lei de Licitações e o marco civil da internet. Sua justificativa: “o projeto seria mesmo rejeitado…”
Antes, o vereador Homero Figueiredo Marchese (sem partido) tentou retirar o seu projeto da pauta. Perdeu por 8 a 6. Não se recorda que algo semelhante tenho ocorrido naquele Legislativo. (entenda o caso)


Warning: A non-numeric value encountered in /home/maringamanchete/www/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 352