Denúncia

Hospital Bom Samaritano é notificado por realizar cirurgia eletiva

A Vigilância Sanitária notificou o Hospital Bom Samaritano de Maringá por ter realizado uma cirurgia estética (considerada cirurgia eletiva), ou seja, não emergencial, proibida pelo decreto lançado pelo Governo do Estado no decreto de sexta-feira. De acordo com o decreto municipal 585/2021, a notificação pode se transformar em multa no valor de R$10 mil, a ser aplicada às pessoas jurídicas que descumprirem as medidas de enfrentamento.

O objetivo da proibição da realização de cirurgias estéticas é proporcionar que profissionais da saúde possam se dedicar aos pacientes com novo coronavírus e liberar leitos de enfermaria e UTIs também para atendimento destes pacientes.
O artigo 1º do decreto 6983 diz que da zero hora de hoje, até às 5 horas do dia 8 de março, deverá ser suspenso “o funcionamento de serviços e atividades não essenciais em todo território, como medida de enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da pandemia da covid-19”.

A medida é necessária, visto que o sistema de saúde de todo o estado está sobrecarregado com pacientes de covid-19. “É um absurdo a cidade estar respeitando as medidas restritivas do decreto estadual, com tanto sacrifício, leitos de UTI 100% ocupados, e o hospital fazendo cirurgia plástica. Que difícil. Lamentável. Multamos o hospital. O médico e o paciente foram denunciados ao Ministério Público e ao CRM. Isso é crime!”, comentou o prefeito Ulisses Maia numa rede social. A cirurgia (de mama e abdominoplastia) teria sido realizada pelo médico Carlos Manfrin.

OUTRO LADO – O hospital emitiu a seguinte nota:

1) O Hospital Bom Samaritano de Maringá é um hospital particular, sem qualquer atendimento vinculado ao SUS;
2) O Hospital Bom Samaritano de Maringá, desde o início da pandemia, direciona vários programas institucionais para esclarecimento e atendimento ao público, inclusive com veiculações em diversas mídias, bem como disponibilizando telefone para esclarecimentos a qualquer cidadão, de forma gratuita
3) O Hospital Bom Samaritano de Maringá é o único que permanece de portas abertas à população
4) O Decreto n. 6.983/2021 não traz nenhuma proibição para realizar qualquer espécie de procedimento médico, seja eletivo ou não;
5) A Resolução SESA n. 222/2021 que prevê a suspensão das cirurgias eletivas entra em vigor apenas e tão somente em 1º. de março de 2021, portanto, até domingo, 28/02, às 23:59h não há qualquer disposição da Secretaria de Saúde do Estado do Paraná que proíba qualquer espécie de procedimento médico, seja eletivo ou não;
6) Por fim, não há, igualmente, nenhum decreto ou resolução do Município de Maringá que que proíba qualquer espécie de procedimento médico, seja eletivo ou não.

O restabelecimento da verdade dos fatos, ante ao momento em que se encontra, em especial a divulgação nefasta de fake news é um desserviço à população em geral.
O Hospital Bom Samaritano de Maringá reitera seu integral respeito à legislação e à população de toda a região metropolitana de Maringá e, ante às condutas arbitrárias tomadas pelos órgãos fiscalizados tomará as medidas judiciais cabíveis.

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, desative seu bloqueador de anúncios para continuar. Obrigado.