Esporte

Zhou vence corrida 3 no Bahrein; Drugovich é 9º após punição

Fórmula 2

Após duas corridas movimentadas no sábado, que terminaram com vitórias dos estreantes Liam Lawson e Oscar Piastri e resultados fora do top 10 para Felipe Drugovich, Guilherme Samaia e Gianluca Petecof, a Fórmula 2 voltou à pista neste domingo para a última prova do final de semana. No final, a vitória ficou com Guanyu Zhou, companheiro de Drugovich, que terminou apenas na 9ª posição, por conta de uma punição e perda de rendimento no final.

O grid de largada do domingo foi definido com o resultado do treino classificatório da sexta, que terminou com a pole de Guanyu Zhou e Christian Lundgaard fechando a primeira fila. Felipe Drugovich ficou logo atrás, em terceiro, enquanto Guilherme Samaia e Gianluca Petecof saíram de 18º e 21º, respectivamente.
Zhou fez uma largada lenta, permitindo que Lundgaard pulasse para a ponta já na primeira curva, perdendo ainda o segundo lugar para o brasileiro poucas curvas depois, que imediatamente já começou a atacar o piloto da ART. Mas o esforço de Drugovich durou pouco, já que os abandonos de Roy Nissany, Lirim Zendelli e Alessio Deledda forçaram a entrada do safety car.
A transmissão mostrou que o incidente entre Nissany e Zendelli começou a partir de um toque de Robert Shwartzman na traseira do piloto israelense. O piloto da Prema é visto como um dos favoritos ao título, mas começa o campeonato com uma série de incidentes. O russo acabou punido com um drive through.

Na relargada, Drugovich não perdeu tempo e já partiu pra cima de Lundgaard, e os dois protagonizaram uma bela disputa, com o dinamarquês levando a melhor e abrindo rapidamente mais de um segundo, enquanto atrás Piastri ultrapassava Zhou pelo terceiro lugar e iniciou uma aproximação ao brasileiro.
O piloto da Prema pressionou e conseguiu a ultrapassagem em cima de Drugovich pelo segundo lugar, mas o brasileiro voltou a se aproximar quando Piastri começou a pressionar Lundgaard pela ponta, assumindo a liderança na volta 13 de 32.
Lundgaard abriu a janela de pit stops na volta 14, com Drugovich entrando nos boxes já no giro seguinte, voltando logo atrás do dinamarquês em 12º. Enquanto isso, na metade da prova, Petecof abandonou porque o extintor de incêndio de seu carro estourou dentro do cockpit, acabando com a visibilidade do brasileiro.

Piastri parou já na volta seguinte, a 17ª, e conseguiu se manter à frente de Lundgaard e Drugovich porque o abandono de Petecof forçou o acionamento do safety car virtual e, posteriormente, a entrada do carro de segurança, no momento em que o australiano saía dos boxes, fazendo com que seus rivais direto tivessem que reduzir a velocidade na reta.
A entrada do safety car no meio da janela da paradas ainda foi responsável por uma boa mudança nas primeiras colocações. No momento de sua saída, no início da volta 19, Armstrong passou a ser o novo líder, seguido de Piastri, Verschoor, Lundgaard, Drugovich e Zhou nas seis primeiras posições.

Na relargada, Armstrong não conseguiu segurar Piastri, que voltou à liderança, enquanto o brasileiro passou Lundgaard pelo quarto lugar e já iniciou uma disputa com Armstrong, passando a ser terceiro na volta seguinte. Na frente, o piloto da Prema não conseguiu segurar Verschoor, que rapidamente disparou na ponta com o carro da MP.
Mantendo o tom do final de semana, a saída do safety car deu início a uma rodada de punições por infringir o regulamento, entre eles, Drugovich e Lundgaard, que tomaram cinco segundos. Logo na sequência, o brasileiro perdeu uma sequência de posições, para Zhou, Lawson e Ticktum, caindo para sexto.
Nas voltas finais, Drugovich seguiu perdendo rendimento e posições, caindo para oitavo a cinco giros do fim. Já na frente, Verschoor não conseguiu manter a boa vantagem que havia construído, perdeu a ponta para Zhou. Piastri e Ticktum protagonizaram uma forte disputa pelo terceiro lugar, mas um toque do piloto da Carlin fez com que o australiano abandonasse.

No final, mesmo com o acionamento do SC virtual, Guanyu Zhou conseguiu segurar a investida de Dan Ticktum na última volta e vence pela primeira vez em 2021. Completaram o pódio Ticktum, que terminou a corrida sob investigação pelo toque com Piastri e Liam Lawson.
Felipe Drugovich terminou em oitavo na pista, mas com a aplicação de sua punição, caiu para nono, enquanto Guilherme Samaia foi apenas o 16º.
Agora, a F2 tira quase dois meses de folga antes de sua próxima etapa, nas ruas do principado de Mônaco em 22 e 23 de maio. Antes disso, a F3 abre sua temporada 2021 nos dias 08 e 09 de maio, acompanhando a F1 no GP da Espanha. (inf MotorSport)

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, desative seu bloqueador de anúncios para continuar. Obrigado.