Mídia

Após críticas a Bolsonaro, Adriana Araújo deixa a Record TV: ‘Me posicionei pela vida’

Nesta sexta-feira, 19, Adriana Araújo, por meio de sua rede social, anunciou que deixou a Record TV após 15 anos de emissora. Em uma série de Stories no Instagram, a jornalista postou um longo texto de despedida reforçando que optou por se posicionar ao lado da ciência e da vida nesse período de crise sanitária.
Lutei por preservar a dignidade profissional da qual não se pode abrir mão. Vou sempre me lembrar de quem caminhou junto comigo nessa jornada. Felizmente todos eles sabem quem são”, escreveu ela.
Vale lembrar que o fim do contrato de Araújo se refere ao seu posicionamento público no ano passado, quando criticou a cobertura da Record em relação à pandemia do novo coronavírus. Na ocasião, ela também cobrou ações do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que é amigo pessoal de Edir Macedo, dono da empresa de comunicação.
Na Record desde 2006, Adriana Araújo foi repórter especial, âncora do ‘Jornal da Record’, fez grandes coberturas jornalísticas como os Jogos Pan-Americanos, Eleições, entre outros . (inf IstoéGente)

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, desative seu bloqueador de anúncios para continuar. Obrigado.