Justiça

Juiz não viu ‘quadrilhão’ do MDB nem do PT

O juiz da 12ª Vara Federal do Distrito Federal, Marcus Vinícius Reis Bastos, absolveu o ex-presidente Michel Temer, seus ex-ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha, além dos ex-deputados Geddel Vieira Lima, Eduardo Cunha, Henrique Alves e Rodrigo Rocha Loures (foto) da acusação do “quadrilhão do MDB”. A acusação havia sido feita pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot após a delação premiada do empresário Joesley Batista, em 2017. Segundo Janot, o então PMDB, hoje MDB, teria loteado cargos na administração pública com o objetivo de arrecadar recursos ilícitos.

O juiz Marcus Vinicius Reis Bastos é o mesmo que absolveu em dezembro de 2019 os petistas Lula, Dilma Rousseff, Antonio Palocci, Guido Mantega e Edinho Silva do “quadrilhão do PT”. Na sentença envolvendo os expoentes do MDB, o magistrado diz que houve “abuso do direito de acusar” e que a acusação contribui para criminalizar a política — o argumento é idêntico ao que ele tinha utilizado para livrar os petistas do delito de organização criminosa. (inf Crusoé/ foto Bruno Santos Folhapress)

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, desative seu bloqueador de anúncios para continuar. Obrigado.