Justiça

Justiça dá 48 horas para Estado responder sobre a redução de remessa de vacinas para Maringá

O governo paranaense deve apresentar motivos para a redução de imunizantes

O juiz Frederico Mendes Junior, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Maringá, deu 48 horas para o Estado do Paraná se manifestar a respeito da ação ordinária de obrigação de fazer com tutela de urgência ajuizada ontem pelo município de Maringá.
O município busca receber um número de vacinas contra a covid-19 proporcional à população, como ocorria até 24 de junho. O juiz deu o prazo de 48 horas para que a Secretaria de Estado da Saúde (15ª Regional de Saúde) apresente os motivos pelos quais a remessa de vacinas para Maringá foi reduzida, se houve troca de critérios na distribuição e, existindo, quais são eles. (inf Angelo Rigon)

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, desative seu bloqueador de anúncios para continuar. Obrigado.