Saúde

MP arquiva denúncia de ex-vereador contra ex-secretário

O promotor de justiça Pedro Ivo Andrade, da Promotoria de Defesa do Patrimônio Público, arquivou inquérito civil público instaurado a partir de notícia de fato encaminhado pelo ex-vereador William Gentil (PSB). A denúncia era em relação a uma fala do ex-secretário de Saúde Jair Biatto durante sessão ordinária da Câmara de Maringá, em 21 de maio de 2020. Segundo a denúncia feita por Gentil, Biatto teria afirmado que a Prefeitura de Maringá adquire produtos na área da saúde por três vezes mais do que o valor praticado na iniciativa privada.
Do que foi apurado no inquérito não se verificou a existência de indícios da prática de ato de improbidade administrativa e/ou prejuízo ao erário que pudesse ensejar o ajuizamento de ação civil pública ou a adoção de qualquer outra providência, judicial ou extrajudicial. O levantamento realizado pelo MP mostrou que tratou-se apenas de uma afirmação infeliz do ex-secretário feita num tom de “desabafo”, uma vez que proferida no início da pandemia da covid-19, momento em que, aproveitando-se do pânico instalado na população e da grande procura por alguns produtos na área da saúde (luvas, máscaras, álcool em gel etc), “alguns fornecedores, de modo bastante reprovável, elevaram o preço de seus produtos visando a obtenção de maior lucro, situação que, naturalmente, atingiu os órgãos públicos. Ademais, não é crível que o ex-secretário municipal de Saúde, durante os esclarecimentos que prestava aos senhores vereadores, estivesse a denunciar possíveis irregularidades na aquisição de produtos na área de saúde, que são licitados pelo setor de compras da Prefeitura, com a participação, na fase interna da licitação, da própria secretaria de saúde, por ele comandada, o que reforça a conclusão de que em verdade seu inconformismo era dirigido aos fornecedores de produtos da área de saúde”.
(inf Angelo Rigon)

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, desative seu bloqueador de anúncios para continuar. Obrigado.