Justiça

Prefeito se recusa a demitir filha de 18 anos nomeada secretária de Ação Social

O Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria de Justiça de Barbosa Ferraz, no Centro-Ocidental do estado, ajuizou ação civil pública para que a filha do prefeito seja exonerada do cargo de secretária de Ação Social de Corumbataí do Sul, Alexandre Donato (PSD) o Xandão. A secretária, Letícia Kamilly Donato, tem apenas 18 anos e não possui qualificação técnica para o cargo – configurando-se, como aponta o MPPR, clara prática de nepotismo.

Antes de ajuizar a ação, a Promotoria de Justiça emitiu recomendação administrativa para que o gestor municipal exonerasse a filha e se abstivesse de nomear ou contratar parente até o terceiro grau para cargo de direção, chefia ou assessoramento sem qualquer qualificação técnica comprovada documentalmente. O prefeito, entretanto, não atendeu à recomendação.

A ação requer liminarmente que o chefe do Executivo seja obrigado a exonerar a filha do cargo e que fique proibido de realizar novas nomeações de parentes sem qualificação técnica para cargos em comissão. Na análise do mérito, pede que seja declarada nula a nomeação e que ambos sejam condenados às sanções previstas na Lei de Improbidade, como perda da função pública, suspensão dos direitos políticos e pagamento de multa.

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, desative seu bloqueador de anúncios para continuar. Obrigado.