EconomiaMaringáTrabalho

Cadastro para profissionais de eventos começa nesta terça

Para minimizar o impacto econômico provocado pela pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura de Maringá abre o primeiro cadastro do pacote de ações emergenciais de apoio aos maringaenses. A partir de amanhã e até o dia 12, segunda-feira, profissionais de eventos que moram e atuam em Maringá, sem trabalho por conta da covid-19, podem solicitar o auxílio financeiro de R$ 1 mil. A Prefeitura disponibilizou R$ 1 milhão para mil profissionais.
O beneficio será pago em duas parcelas de R$ 500. O cadastro estará disponível no site da Prefeitura de Maringá a partir de hoje. “O programa faz parte do projeto Cuida Maringá, um pacote de ações emergenciais para amparar a vida e incentivar a economia. Também foi aprovado pela câmera o projeto de lei que enviamos do auxílio de R$600 para pessoas em situação de vulnerabilidade social”, afirma o prefeito de Maringá, Ulisses Maia.

A primeira parcela do auxílio emergencial para os profissionais de eventos será paga do dia 23 a 30 de abril e a segunda parcela do dia 24 a 31 de maio. O auxílio será validado entre os dias 13 e 21 de abril e o resultado será publicado dia 22 de abril. O decreto que regulamenta a lei será publicado nessa semana.
Quem pode solicitar o auxílio: Técnicos de eventos (iluminação, cenógrafos, som, figurino, produção e montagem); músicos de eventos; garçons de eventos; fotógrafos de eventos; cinegrafista de eventos; decoradores de eventos; recepcionistas de eventos; assessores/promotores de eventos; confeiteiros de eventos.

Quem não pode receber: Não sejam residentes na cidade de Maringá; tenham idade menor que 18 anos; quem tem emprego formal ativo, sejam titulares de benefício previdenciário ou assistencial ou beneficiários do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal; ressalvado o Programa Bolsa Família; exerçam, a qualquer título, cargo, emprego ou função pública em quaisquer das esferas de governo

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, desative seu bloqueador de anúncios para continuar. Obrigado.